Please reload

Posts Recentes

"O amor é simples" : loja virtual comprova vendendo vestidos de noiva a partir de R$ 350

September 19, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Seu cachorro no seu casamento: veja o conselho de especialistas!

21-Feb-2018

 Quer levar seu cachorro para o casamento? Especialistas explicam o que fazer com o pet nessa situação

 

Se o seu animal de estimação é mais do que parte da família, natural pensar que ele também deve ir ao seu casamento, certo?  Modinha cada vez mais comum nos casamentos intimistas e ao ar livre, ter o cão como acompanhante ou pajem é ideia fofa, mas que requer cuidados especiais. 

Consultamos três especialistas que nos ajudam a listar o guia do cão no altar.

 

1. COMPORTAMENTO ANIMAL

 

Primeiro, por mais que você ame seu animal, veja se ele já tem uma natureza mais social e comportada. Não dá para colocar o pet no ambiente estranho, se ele não for naturalmente mais bonzinho. “É possível contratar um serviço de adestramento para a ocasião, mas em geral cachorros a partir de um ano e meio já são mais comportados para a situação”, recomenda Alexandre Rossi, especialista em comportamento animal, fundador da Cão Cidadão e apresentador dos programas Desafio Pet e Missão Pet.

 A famosa Estopinha no casamento do dono, Alexandre Rossi

 

2. TREINO FÁCIL
Como reproduzir o cenário do casamento antes, com pessoas, barulho e cenário, é mais difícil, um jeito de testar o comportamento do bicho num local semelhante é a feira de rua. “O dono do cão fica o chamando numa ponta da feira. Do outro lado, uma pessoa segura uma guia longa ou retrátil para ver como o animal se comporta”, sugere Alexandre. 

 

3. IGREJA, NEM PENSAR
A maioria das igrejas não permite a entrada de pets. As dedicadas a São Francisco de Assis, padroeiro dos animais, em geral têm essa flexibilidade - mas não é regra. O ideal, sempre, é checar com o padre antes.

 

4. COMO O PET ENTRA?
O animal pode aparecer de diversas maneiras na cerimônia. A forma mais comum é o cachorro atuar como pajem e entrar com as alianças, presas na coleira ou numa caixinha no dorso. Tem também a opção do bicho ser treinado para segurar, na boca, uma cestinha com as alianças.

 

 

 

5. JEITO MAIS FÁCIL
Para evitar acidentes e imprevistos, a maneira mais fácil do cão entrar é com alguém segurando-o pela guia. “Pense que se uma criança corre, você consegue alcançá-la. Mas se um cachorro dispara, é muito mais difícil. Pode ser um pajem maior com essa função, desde que o cachorro seja de pequeno porte”, comenta Alexandre.  

 

6. CÃOPANHEIRO
Tem uma outra forma do animal fazer parte da cerimônia sem ser como pajem. “Existe uma alternativa diferente caso a noiva tenha perdido e pai e não queira entrar com outra pessoa. O cão pode ser o companheiro do momento”, conta Tamara Barbosa, assessora de eventos da Coordinare.

 

7. A ROUPINHA DELE
Caso queira colocar alguma roupa no animal, avalie se ele já gosta e fica confortável ao usá-las normalmente.” O adestramento e treino para o dia já devem ser feitos com a roupa ou acessório que o animal irá usar”, esclarece Alexandre.  

 

8. O CÃO VAI PRECISAR DE UMA BABÁ
Não esqueça que é necessário deixar uma pessoa em função do cachorro. "É necessário deixar uma pessoa em função do cachorro, para que ele não coma nada indevido. Alguém que ofereça água, leve o bichinho para dar uma volta, enfim, que cuide do cão durante a festa”, explica Tatiana Antunes, proprietária da Cão Tour, creche e hotel para cães.

 

9. NA FESTA
Pelo bem do coletivo, o ideal é o bichinho não participar deste momento. "Normalmente, o bicho fica um pouco na festa e depois alguém o leva embora. Tem cachorro que adoraria ficar, mas tem comida que pode cair e ele comer, gente passando, música alta, o cão pode rasgar o vestido de alguma convidada”, comenta. 

 

Tamara Barbosa completa: “Tem gente que tem medo, crianças querem brincar com o animal que pode reagir mal e morder alguma. Também tem a parte da higiene, já que é um momento com alimentos.”
 

Fonte: Site Chic/UOL

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags